Arquivo para setembro, 2008

Oi

Posted in SENTIMENTO on 2008/09/18 by SOLNASCENTE
O sorriso…
É o cartão de visita das pessoas saudáveis.
Distribua-o gentilmente.
Transmite-o bastante.
O amor…
É a melhor música na partitura da vida.
Sem ele, você será um eterno desafinado.
A bondade…
É a flor mais atraente do jardim de um coração bem cultivado.
Plante estas flores.
A alegria…
É o perfume gratificante, fruto do dever cumprido.
Esbanje-o, o mundo precisa dele.
A paz da consciência…
É o melhor travesseiro para o sono da tranqüilidade.
Viva em paz consigo mesmo.
 
A fé…
É a bússola certa para os navios errantes, incertos, buscando as praias da eternidade.
Utilize-a.
A esperança…
É o vento bom soprando as velas do nosso barco.
Chame-o para dentro do seu cotidiano
Desejo um lindo final de semana muita luz e paz
Afastada temporariamente
Mas com todos no meu coração
Beijos
Sol

Oi

Posted in SENTIMENTO on 2008/09/18 by SOLNASCENTE
O sorriso…
É o cartão de visita das pessoas saudáveis.
Distribua-o gentilmente.
Transmite-o bastante.
O amor…
É a melhor música na partitura da vida.
Sem ele, você será um eterno desafinado.
A bondade…
É a flor mais atraente do jardim de um coração bem cultivado.
Plante estas flores.
A alegria…
É o perfume gratificante, fruto do dever cumprido.
Esbanje-o, o mundo precisa dele.
A paz da consciência…
É o melhor travesseiro para o sono da tranqüilidade.
Viva em paz consigo mesmo.
 
A fé…
É a bússola certa para os navios errantes, incertos, buscando as praias da eternidade.
Utilize-a.
A esperança…
É o vento bom soprando as velas do nosso barco.
Chame-o para dentro do seu cotidiano
Desejo um lindo final de semana muita luz e paz
Afastada temporariamente
Mas com todos no meu coração
Beijos
Sol

ENTRE O AMOR E A GUERRA….

Posted in SENTIMENTO on 2008/09/13 by SOLNASCENTE

   

 Entre o Amor e a Guerra

Fracassei em deixar com que as constantes lutas
Separasse-nos de nosso amor.
Lutei contra as tempestades,
Ventos destruidores, mensageiros da morte.
Que tentavam apagar nossa paixão,
Contra os raios que insistiram em partir nossos corações.
Lutei contra terremotos.
A terra que tentava nos engolir e, sufocar nosso amor.
Contra a seca que nos proibiu teus frutos,
Para o sustento e a alimentação de nossas carnes.
Lutei contra o oceano,
A água que nos proibiu de saciarmos a sede de nossas almas.
Contra as correntezas.
Que nos impediu de provar da fonte da vida.
Lutei por fim contra o tempo,
As suas horas que nos testava a força e a paciência.
Permaneci forte e seguro em teus braços.
Mas foi inevitável lutar contra a única coisa
Que não poderia ser vencido.
Nosso amor perdeu a guerra.
Contra o cansaço de nossas idades.
Mas que q verdade permaneça no tempo
E não deixe que sejamos esquecidos e nem apagados por ele.

Autor: Wesley Santos Rabelo

ENTRE O AMOR E A GUERRA….

Posted in SENTIMENTO on 2008/09/13 by SOLNASCENTE

   

 Entre o Amor e a Guerra

Fracassei em deixar com que as constantes lutas
Separasse-nos de nosso amor.
Lutei contra as tempestades,
Ventos destruidores, mensageiros da morte.
Que tentavam apagar nossa paixão,
Contra os raios que insistiram em partir nossos corações.
Lutei contra terremotos.
A terra que tentava nos engolir e, sufocar nosso amor.
Contra a seca que nos proibiu teus frutos,
Para o sustento e a alimentação de nossas carnes.
Lutei contra o oceano,
A água que nos proibiu de saciarmos a sede de nossas almas.
Contra as correntezas.
Que nos impediu de provar da fonte da vida.
Lutei por fim contra o tempo,
As suas horas que nos testava a força e a paciência.
Permaneci forte e seguro em teus braços.
Mas foi inevitável lutar contra a única coisa
Que não poderia ser vencido.
Nosso amor perdeu a guerra.
Contra o cansaço de nossas idades.
Mas que q verdade permaneça no tempo
E não deixe que sejamos esquecidos e nem apagados por ele.

Autor: Wesley Santos Rabelo